Museus no século XXI, mídias digitais e compartilhamento de autoridade (Parte I)
artes visuais

Museus no século XXI, mídias digitais e compartilhamento de autoridade (Parte I)

Museus no século XXI, mídias digitais e compartilhamento de autoridade (Parte I)

por Alice Noujaim Teixeira

 
O que afeta essas lógicas de exposição são as demandas por representatividade e por divisão de autoridade curatorial sobre exposições. Aqui, também é relevante lembrar que à medida que povos indígenas do mundo todo passam a popular o mundo digital, coleções etnográficas também necessitam se adaptar a esses novos tipos de artefatos.
  Continue reading »

A menor bandeira brasileira do mundo e outras obras, por Wesley D’Amico
artes visuais

A menor bandeira brasileira do mundo e outras obras, por Wesley D’Amico

“[…] Foi aí que comecei a trabalhar com madeira industrializada, comecei a fazer quadros de madeira, móveis, ramos de flores, dragões, cavalos, beija flor, e aos poucos fui criando novas ideias como arte em painéis, Eu ia fazendo e colocando no salão, não tinha muita procura, mas fui estocando, usava o resto de tinta que … Continue reading »

Maria Martins
artes visuais / instantâneos

Maria Martins

Escultora fundamental no movimento surrealista, Maria Martins nasceu no Brasil mas passou a maior parte de sua carreira entre os EUA e a França, cumprindo o duplo papel de artista e embaixatriz. A escultora, que assinava apenas Maria, incorporou em suas obras a mitologia amazônica e a estética das religiões afro-brasileiras. A transformação de diferentes formas na metamorfose de figuras híbridas aparece frequentemente em suas esculturas… Continue reading »

Gordon Matta-Clark – Splitting e Fotomontagens
artes visuais / fotografia / instantâneos

Gordon Matta-Clark – Splitting e Fotomontagens

A partir de sua série de fotomontagens de casas sendo divididas, cômodos entrecortados por outros, e construção anárquica, Gordon Matta-Clark, artista nova-iorquino nascido em 1943, abriu espaço para a discussão da arquitetura pelo social, assim como também pela arte. Splitting de 1974, é, de fato, uma casa cortada pela metade. Continue reading »