tradução

Arte Individual – tradução de manifesto de Edith Södergran por Cecília Schuback

Arte Individual

tradução de manifesto de Edith Södergran por Cecília Schuback
 

O nome Edith Södergran deve soar estranho para ouvidos brasileiros. É desconhecido em todos os seus sentidos: tanto por não se saber quem é essa Edith como também pela fonética estranha, bizarra e até engraçada desse nome sueco. Edith, vindo do inglês Eadgyth, significa « guerreiro orgulhoso », enquanto Södergran diz, em sueco, « pinheiro do sul ». A pessoa Edith Södergran não é uma sueca típica, mas representa bem o seu nome. Em sentido poético, foi uma guerreira orgulhosa da taiga, pertencente aos pinheiros do sul: sempre buscando alcançar novos horizontes com as suas frases, palavras e imagens.
Continue reading »

Novos caminhos da poesia norte-americana
#5 Edição / poesia

Novos caminhos da poesia norte-americana

Novos Caminhos da poesia norte-americana

Poetry slam por Clint Smith

O “Poetry Slam” começou em 1984, nos EUA, quando um operário, num bar do subúrbio de Chicago, propôs uma nova forma de apresentação poética. Nessa mesma época, a academia norte-americana tratava a poesia como uma arte sem público. Longe das formas tradicionais de sarau, o movimento seguiu fora da academia com um esquema, no entanto, bem caro ao povo estadunidense: a competição.

Continue reading »