pesquise na USINA
Generic filters

poesia brasileira contemporânea

Fronteiras serão sempre lembradas

Fronteiras serão sempre lembradas entre cruzes do espírito sempre outro de tua natureza serão riscadas no emaranhado do por vir, que comunica.   *** Este poema faz parte da série Atmosferas

Leia aqui »

O anel de vovó

Saiu no jornal: três corpos morreram no Rhône ontem, e talvez um pouco hoje, não sabemos com certeza, porque falta aparecer um. Este que sumiu talvez esteja ainda vivo, mas só um pouquinho. Meditando entre as algas, ele guarda um restículo de ar nos pulmões, como quem esconde, em segredo,

Leia aqui »

Conversa

elisa tomou o choque

paulo se enforcou no prego

eu permaneci na minha
nem tudo se resolve

não quero te dar a dica

é claro que me comove

estilhaçar­-se todos os dias

Leia aqui »

quem tem ensinado é a rainha

eram dois olhos imensos engolindo o céu das copas, a dança dos ventos, o direcionamento azul, tal qual mar a lua crescente ao revés n’outro continente dia ainda ou tua luz mais bonita, quando brincam Sol e Vênus deitada sobre a linha do horizonte apenas com a força da mente

Leia aqui »

onde seu nome é um grão

falo de uma terra onde seu nome é uma árvore onde suas proles brotam com nomes de plantas de batismos e rezas dos dias de junho quando comemoramos o padroeiro cruzado nas encantarias dos caminhos de Exu da Igreja de Santo Antônio ou de uma pedra grande vista ao longe

Leia aqui »

serra dos órgãos, no quarto ano da Chuva

Sento na escada de pedra e limo, rachada pela metade em todos os degraus. A terra por debaixo briga para levantá-la, expulsá-la do domínio conquistado. Contamos cem ou talvez cento e dez, cento e vinte anos que foi construída, aqui no lado leste da casa, no exílio de todos os

Leia aqui »

A praia do leme e os melhores temas do mundo para conversar

para matheus kerr, matheus ramos-mendes e kissel goldblum   investigar a consciência, sonhar. reminiscência: o universo inteiro já aconteceu. nós chegamos nos lugares que sempre chegamos isso aqui já aconteceu a visão da jornada xamânica e da vida cotidiana não são diferentes. isso não. a imaginação é faculdade da memória,

Leia aqui »

Viola Arsênica

Há na violeta um áspero pendor

de pedra. Mas o mármore da cor não

se arremessa como uma pedra;

é uma dureza de sonho.

Leia aqui »

Mezzanine

Erguido

o último suspiro

aos anjos da colheita

que por aqui passam

quando querem catar

acerolas

Leia aqui »