Conversa nº2: André Aranha
entrevista

Conversa nº2: André Aranha

Conversa nº2: André Aranha

 

no dia quatro de maio de 2017, no final da tarde, eu e arthur nos reunimos com andré em volta da mesa do centro acadêmico da primeira escola (é o que dizem) de desenho industrial da américa latina. conversamos sobre as possibilidades de experimentação gráfica e liberdade de organização traduzidas no Colaboratório, oficina que, durante alguns poucos anos na ESDI, tentou construir um espaço autogestionado de diálogo e criação, reativando um antigo e abandonado laboratório nas dependências da Escola. lá nos eram disponibilizados alguns interessantes equipamentos, como uma grande guilhotina, uma máquina de serigrafia, uma tipografia, etc. durante algum tempo, o Colaboratório foi um espaço de troca e de construção de outras possibilidades de produção.
Continue reading »

Os 10 mandamentos de Werner Herzog
#29 Edição / cinema

Os 10 mandamentos de Werner Herzog

“Não há técnicas quando se trata da intuição. Não nasci com intuição; eu a fui adquirindo. Eu a fui adquirindo ao experimentar pura vida, a vida em seu estado mais cru. Ao caminhar a pé. Ao cruzar o Saara. Ao estar preso na África uma vez ou duas. Tem a ver com certas coisas fundamentais, elementares, que é preciso experimentar na vida. Ninguém as pode ensinar. E é claro, tem a ver com a poesia. Tem a ver com certo sentido da poesia. É preciso tê-la dentro, de alguma maneira, mas ler ajuda.” Continue reading »

Dois anos de ÉS UMA MALUCA – Entrevista com PV Alcântara
#28 Edição / artes visuais / entrevista

Dois anos de ÉS UMA MALUCA – Entrevista com PV Alcântara

Dois anos de ÉS UMA MALUCA

Entrevista com PV Alcântara

 

“A ocupação do espaço físico era movida pela utopia de ser um espaço aberto para a criação artística. Mesmo na zona sul faltava um espaço assim. A gente conhece muita galeria e instituição, a EAV, mas claramente faltam espaços de livre circulação e experimentação.”

Continue reading »

Papo com Cavi
#11 Edição / cinema / entrevista

Papo com Cavi

Entrevista com o cineasta Cavi Borges

“Se eu fosse pensar, como eu distinguiria a Cavídeo, eu falaria diversidade, aqui tem de tudo. Tem filme de tudo quanto é tipo, orçamento e lugar. Então meu objetivo é abrir. Quer fazer filme? Então vamos fazer em parceria. A nossa matéria prima é a parceria. O cara topa, gosta desse esquema, tâmo junto, vamos fazer.” Continue reading »

CENTRO
#2 Edição / cinema

CENTRO

CENTRO

vídeo de Vitor Faria

(a presença e a ausência no espaço). A primeira vez que fui ao centro, fiquei impressionado com a movimentação intensa. Em um outro momento, fiquei impressionado justamente pelo oposto. A ocupação do centro é marcante, mas ele é transformado todas as semanas, pela ausência dessa ocupação. E por mais que cheio diversas situações estejam acontecendo, é apenas vazio que outras podem ser vistas. São dois tipos de experiência.

Continue reading »