Conversa nº2: André Aranha
entrevista

Conversa nº2: André Aranha

Conversa nº2: André Aranha

 

no dia quatro de maio de 2017, no final da tarde, eu e arthur nos reunimos com andré em volta da mesa do centro acadêmico da primeira escola (é o que dizem) de desenho industrial da américa latina. conversamos sobre as possibilidades de experimentação gráfica e liberdade de organização traduzidas no Colaboratório, oficina que, durante alguns poucos anos na ESDI, tentou construir um espaço autogestionado de diálogo e criação, reativando um antigo e abandonado laboratório nas dependências da Escola. lá nos eram disponibilizados alguns interessantes equipamentos, como uma grande guilhotina, uma máquina de serigrafia, uma tipografia, etc. durante algum tempo, o Colaboratório foi um espaço de troca e de construção de outras possibilidades de produção.
Continue reading »

Emmanuel Carneiro Leão – A vigência do poético na regência do virtual
pensamento

Emmanuel Carneiro Leão – A vigência do poético na regência do virtual

Ora, na sucessão do pensamento, só nos tornaremos verdadeiros herdeiros quando transformarmos a herança em novos caminhos de pensar e descobrirmos no já pensado as provocações e desafios do ainda não pensado que aqueles, que nos antecederam nas peripécias do pensamento, nos convidam sempre de novo a pensar. Toda dificuldade dos dias atuais reside em aceitar este convite. Continue reading »

Guy Debord – Crítica da Separação
instantâneos / pensamento

Guy Debord – Crítica da Separação

Critica da Sepração (1961) é um “anti-filme” de Guy Debord. Filósofo francês, conhecido por sua teoria da Sociedade do Espetáculo e pela participação na Internacional Situacionista, Debord desenvolve nesse curta-metragem suas ideias. Através dele, também procura reafirmar sua posição contra o papel convencional de comunicação das artes. Continue reading »