poesia

segunda – poema e fotos de Ceci Penido


segunda
 
às vezes é bom ser gato. 
- digo isso enquanto faço 
carinho nas costelas do
meu que me mostra gentilmente
seu canino esquerdo.
coisa que eu só sei fazer 
com o direito.
 
terça

é bom ser gato
e deixar a música 
tocar no aparelho
da sala, pois é ela
que te escolhe
e não o contrário.
 
é bom
não estar sob controle
o tempo
todo. 
 
(penso em djs, toca cds)
Fotos de casas outras em Santa Isabel no rio Ayari (terra indígena no Alto Rio Negro). Ceci Penido, 2019.
  quarta

estar em casa
transforma
o corpo
os lugares favoritos
a luz do banheiro
 
quinta
 
a antiga casa
os hábitos
da criança
que tenho sido
e me lembro
de bachelard 
e dos cômodos
da casa.
 
 
Fotos de casas outras em Santa Isabel no rio Ayari (terra indígena no Alto Rio Negro). Ceci Penido, 2019.
  sexta


os cômodos da casa
cresceram.
fazemos assim:
  -- você fica com a sala e a 

área externa
  -- você, fica com a cozinha,
  -- e você, com os banheiros.
temos feito faxinas exaustivas 
em nós mesmas.


sábado


às 17h deito
na rede
do domingo eterno
e olho pra cima
me lembro da tua avó
que me diz antes mesmo
que eu te conhecesse,
quando eu passava
pela pior peia da minha
vida
que deitasse na pedra
e olhasse pra cima
 
Fotos de casas outras em Santa Isabel no rio Ayari (terra indígena no Alto Rio Negro). Ceci Penido, 2019.
 domingo

aqui, vejo as mesmas folhas 
que vi, mas não se 
transformam em flores,
seguem os mesmos ramos  
da aceroleira balançando no 
vento que precede a chuva.

Fotos de casas outras em Santa Isabel no rio Ayari (terra indígena no Alto Rio Negro). Ceci Penido, 2019.

Ceci Penido, abril de 2020

2 thoughts on “segunda – poema e fotos de Ceci Penido

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *