poesia

Manual de Sobrevivência

MANUAL DE SOBREVIVÊNCIA

Estou sempre diante 
da certeza de que vou ter sede. 
Mas no fundo não é tão difícil 
imitar um cacto e repousar 
espinhosamente na paisagem da varanda 
ou da sala. 
Na verdade queremos noites 
de sono melhores que a água. 
Eu sempre disse que o melhor 
a fazer nesses casos é pedir desculpas; 
eu sempre disse qualquer coisa parecida 
com um erro.

 
 DIMENSÕES

Todas as dimensões da realidade
são a mesma. 
O céu tem trinta dimensões,
todas elas apontam pro chão.
O silêncio tem uma só dimensão:
o sono das abelhas em pleno vôo.
O chão tem quatro dimensões,
como o tempo e os espelhos
que refletem os nossos rostos de manhã,
depois de um sonho.
As dimensões do desejo são milhares
e nenhuma delas vale a vida que levamos.
Infelizmente não há exemplos,
apenas murros em pontas de facas, todas agudíssimas,
quase fantasmas que levam ao passado
refletido no fulgor de uma imagem.
Van Gogh escreveu numa carta
"comi um pedaço de pão".
Para alguém que conhece a dimensão da fome
essa é uma informação importante,
um acontecimento digno de ser citado
numa carta a um parente distante,
porque ela nos dá a dimensão da miséria e do fracasso,
que também é só uma: a da vertigem e da náusea.

Danilo Diógenes, janeiro de 2021

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *