Conversa nº2: André Aranha
entrevista

Conversa nº2: André Aranha

Conversa nº2: André Aranha

 

no dia quatro de maio de 2017, no final da tarde, eu e arthur nos reunimos com andré em volta da mesa do centro acadêmico da primeira escola (é o que dizem) de desenho industrial da américa latina. conversamos sobre as possibilidades de experimentação gráfica e liberdade de organização traduzidas no Colaboratório, oficina que, durante alguns poucos anos na ESDI, tentou construir um espaço autogestionado de diálogo e criação, reativando um antigo e abandonado laboratório nas dependências da Escola. lá nos eram disponibilizados alguns interessantes equipamentos, como uma grande guilhotina, uma máquina de serigrafia, uma tipografia, etc. durante algum tempo, o Colaboratório foi um espaço de troca e de construção de outras possibilidades de produção.
Continue reading »

Edith Södergran – Atenções Esparsas

Edith Södergran – Atenções Esparsas

Atenções Esparsas de Edith Södergran. Tradução Cecilia Schuback.

Atenções Esparsas é uma coleção de aforismos publicada pela primeira vez em 1919 que, na presente edição brasileira, inclui o primeiro manifesto nórdico da literatura. Para Södergran, aforismos são expressões de autoconsciência e altivez do novo Eu modernista. Esse Eu moderno nasce aqui, porém, como mulher. Cada aforismo apresentado está carregado de sentimentos líricos. Muitos são genuinamente provocativos, no sentido mais próprio do termo – o que sem ser óbvio e nem o mesmo para todos, faz com que cada leitor em algum momento ou outro só compreenda a provocação ao senti-la. Traduzido e apresentado por Cecilia Schuback, Atenções Esparsas chega pela primeira vez ao Brasil mais de 100 anos depois e em edição especial da USINA. Continue reading »

Conversa nº1: Aline Besouro
entrevista

Conversa nº1: Aline Besouro

Conversa nº1: Aline Besouro

 
sentamos num canto inexplorado proposto por aline e conversamos. aline gravava algumas de suas telas no colaboratório e interrompeu o trabalho para conceder a presente entrevista. ao som de sopranos e contraltos da escola de música da universidade do brasil, falamos de memória, registro, roupa, civilização, política, arte, identidade… aline é uma presença, e nas diversas vidas que viveu já assumiu diferentes identidades, naquele estilo que drummond cantou: “um jeito só de viver/mas nesse jeito a variedade,/ a multiplicidade toda/ que há dentro de cada um”. Continue reading »

USINA impressa

Lançamento USINA impressa 19/09/2019 às 19hrs Esdi – Escola de Desenho Industrial – UERJ Rua do Passeio, 80 – Centro, Rio de Janeiro licença que a vida tira licença que a vida dá como cobra coral, comprida quando sabe rastejar licença que a vida lida licença que vim buscar nascimento e morte, vida cada coisa … Continue reading »

Variações sobre o Matriarcado
pensamento

Variações sobre o Matriarcado

Variações sobre o Matriarcado

por André Aranha

 
Uma criança adentra, pé ante pé, o quarto onde sua mãe está a dar à luz; em meio à surdez dos gemidos, à cor berrante e o sangue, ela percebe, quiçá como primeira vez, que possui um umbigo.

Pois a criança refaz, mentalmente, da cicatriz em seu ventre, o cordão carnal, que um dia a ligou à carne duma primeira mulher, e a encheu daquele sangue que ora se multiplica em suas veias. Continue reading »