#4 Edição / poesia

subte

subtamente digo: subte
e me entrego às profundezas
do subsolo: grafitado
o traço é vivo
em movimento: grito
pelos túneis aprofundados
espaço ativo
nomes não esquecidos
resistência: lembrança: atos
em superfície de praça,
símbolo.

(Buenos Aires, setembro 2013)

Luís Octávio G., março 2014

 

…………………….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *