pensamento

Marcia Sá Cavalcante Schuback

Márcia Schuback é filósofa e tradutora de obras filosóficas e poéticas da língua alemã. Lecionou no Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da UFRJ. Atualmente é professora titular da Södertörn University, em Estocolmo.

 

Imagem Mundo

“Imago mundi, imagem do mundo, era um motivo recorrente nas antigas tradições esotéricas e alquímicas. Significa o ponto em que o todo e as partes, o múltiplo e o único, o complexo e o simples o infinito e o finito se encontram, mostrando-se como o mesmo. Imago mundi nomeia, no entanto, algo mais do que a busca de um mundo de harmonia e identidades. Imagem nomeia como um mundo acontece e, por isso, nessas tradições, a imagem era ela mesma considerada um micro-mundo. As coincidências que ocorrem numas imagens são tais que os opostos nunca se apagam. Imagem pode ser definida como uma súbita incidência de diferenças.”

***

Olhares Híbridos

“Espaços híbridos são espaços constituídos por olhares híbridos, olhares onde o dentro já é fora, uma projeção de um eu sobre o outro, e olhares onde o fora já está dentro, introjeção do outro sobre um eu. São mecanismos estranhos esses mecanismos projetivos e introjetivos da visão e dos olhares, pois essa mistura ou hibridismo do eu e do outro nunca é total. É uma mistura entrecortada pela impossibilidade da mistura; um hibridismo entrecortado tanto pela dor como pela alegria da não integração. Essa mistura que não pega, esse hibridismo que não integra é como um vidro, o material mais concreto de uma integração que separa, de uma contiguidade que corta.”