Para além de Hollywood: Entrevista com Lúcia Nagib
#29 Edição / cinema / entrevista

Para além de Hollywood: Entrevista com Lúcia Nagib

Para além de Hollywood

entrevista com Lúcia Nagib

 

“Acredito que Herzog se interessou pelo cinema brasileiro exatamente por esse elemento irracional que Glauber, principalmente, cultivou em seus filmes, fazendo-o um componente inerente ao pensamento político. Nisto, ele era herdeiro de Eisenstein que, como os formalistas russos, dava grande importância à realidade interna do objeto mais que da sua aparência.”

Continue reading »

Os 10 mandamentos de Werner Herzog
#29 Edição / cinema

Os 10 mandamentos de Werner Herzog

“Não há técnicas quando se trata da intuição. Não nasci com intuição; eu a fui adquirindo. Eu a fui adquirindo ao experimentar pura vida, a vida em seu estado mais cru. Ao caminhar a pé. Ao cruzar o Saara. Ao estar preso na África uma vez ou duas. Tem a ver com certas coisas fundamentais, elementares, que é preciso experimentar na vida. Ninguém as pode ensinar. E é claro, tem a ver com a poesia. Tem a ver com certo sentido da poesia. É preciso tê-la dentro, de alguma maneira, mas ler ajuda.” Continue reading »

Holy Bible – A Divina Violência
#29 Edição / artes visuais

Holy Bible – A Divina Violência

Pegar o livro, abrir uma página aleatoriamente, fechar os olhos, deslizar o dedo indicador pela página. Em seguida, deter a mão erradia, abrir os olhos, fitar o livro e interpretar o fragmento textual eleito ao acaso. A prática da bibliomancia, comum a alguns segmentos da religião cristã, sofreria inopinadamente de desordem, caso o livro utilizado … Continue reading »

9+1 laboratório aberto – primeira experiência
#29 Edição / artes visuais

9+1 laboratório aberto – primeira experiência

  9+1 laboratório aberto é um jogo curatorial proposto por Pollyana Quintella. A primeira situação expositiva aconteceu no dia 27 de junho, num apartamento vazio na Tijuca, com a participação de Aline Besouro, Amanda Rocha, Ana Hortides, Anais-Karenin, Bianca Madruga, Clara Machado, Inês Nin, Leticia Tandeta Tartarotti e Pedro Veneroso, depois de dois dias de ocupação.  O texto … Continue reading »

Emmanuel Carneiro Leão – A vigência do poético na regência do virtual
pensamento

Emmanuel Carneiro Leão – A vigência do poético na regência do virtual

Ora, na sucessão do pensamento, só nos tornaremos verdadeiros herdeiros quando transformarmos a herança em novos caminhos de pensar e descobrirmos no já pensado as provocações e desafios do ainda não pensado que aqueles, que nos antecederam nas peripécias do pensamento, nos convidam sempre de novo a pensar. Toda dificuldade dos dias atuais reside em aceitar este convite. Continue reading »

CAMINHOS PARA OUTRO CINEMA  nº 7
cinema

CAMINHOS PARA OUTRO CINEMA nº 7

“Entre dois ventos existe um vácuo. É por ele que desliza o olhar da espada. Esse é o movimento que funda os quipos do cinema, antes dos gênesis das coisas. Dizemos que o cinema existe antes de tudo porque sempre houve um vento entre dois vácuos ou um vácuo entre duas coisas e uma filosofia arcaica generalizada. Entre dois volumes ou dois ventos está o território primordial do olhar, e a noção da tempestade cinematográfica, da mente que vê.” Continue reading »

CAMINHOS PARA OUTRO CINEMA nº 6
cinema

CAMINHOS PARA OUTRO CINEMA nº 6

“Depois que tomei alucinógenos pela primeira vez, eu lembro de ficar chocado como a duração da viagem parecia longa (…). A intensidade e absoluta quantidade de experiência não pareciam poder ter acontecido nas poucas horas que passaram. Eu percebi mais tarde que essa também era a minha experiência de cinema – um meio cujo personagem é o próprio tempo. Cinema como uma jornada que nos carrega com ela.” Continue reading »